Polícia Militar está presente em 16 escolas com o Proerd

Uma filosofia de polícia comunitária presente em 16 escolas estaduais, o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), promovido pela Polícia Militar de Roraima em parceria com a Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desportos), vai formar 177 alunos esta semana.

 

As cerimônias de encerramento do curso serão realizadas nesta quarta-feira, dia 3, a partir das 10 horas, com os alunos da Escola Mário David Andreazza, na própria unidade de ensino e na quinta, dia 04, às 16h30, com os alunos da Escola Francisca Élzika, no auditório do Corpo de Bombeiros.

Receberão o diploma 94 alunos da Escola Estadual Mário David Andreazza, divididos em três turmas do 7º ano, além de 83 alunos, de quatro turmas do 7º ano da Escola Estadual Professora Francisca Élzika.

“O Proerd já está consolidado em Roraima e integrado à nossa filosofia de polícia comunitária. Por meio deste programa trabalhamos a prevenção, preparando as novas gerações a evitar as drogas e a violência”, explicou o comandante geral da PM, coronel Dagoberto Gonçalves.

As aulas foram ministradas pelas policiais militares, subtenente Marcleane Alves e cabo Elisângela Ferreira, da Companhia Independente de Policiamento Comunitário, que durante o curso, ensinaram aos estudantes as dez lições de como evitar o uso de drogas e a violência de forma consciente. O programa se fortalece ao integrar as famílias dos alunos, a comunidade escolar e a Polícia Militar.

Até o final do mês de agosto, mais de 1600 alunos de 55 turmas do 7º ano de outras 14 escolas estaduais, devem concluir as atividades do programa e também participarão de formaturas de encerramento.

A diretora da Escola Estadual Francisca Élzika, Gilmarlene Lima, avalia o programa como sendo de suma importância, pois trabalha não apenas a prevenção ao uso de drogas, mas também a valorização dos alunos.

“O programa é um suporte pedagógico significativo para escola, pois é a oportunidade que temos juntamente com a Polícia Militar, de acrescentar lições, conhecimento e respeito que se estendem também para a vida familiar dos estudantes”, comentou.

Para a aluna Bianca Nogueira, o aprendizado do curso vai contribuir principalmente na sua formação pessoal. “As lições que aprendemos modificaram meu comportamento não apenas na escola, mas principalmente na convivência com a minha família”.

 

Proerd

O Proerd tem como base o programa Dare (Drug Abuse Resistance Education) que foi criado nos EUA (Estados Unidos da América) em 1989 e desenvolvido pelo Departamento de Polícia de Los Angeles. Em 1992 o programa foi implantado no Brasil pela Polícia Militar do Rio de Janeiro e em 2000 pela Polícia Militar de Roraima. Em 2002, todos os Estados Brasileiros passaram a ser contemplados.

O Proerd da Polícia Militar de Roraima já formou 76.063 alunos de diversas escolas estaduais, além de realizar inúmeras palestras na capital e nos municípios interior do Estado. Atualmente, o Proerd está vinculado à CIPCOM (Companhia Independente de Policiamento Comunitário) e conta com dez policiais instrutores, comandados pela aspirante-a-oficial, Ana Cláudia Mourão.

Por Oscar Borges

Foto: Fernando Oliveira