Duas equipes do Canil da PM/RR atuarão na segurança das Olimpíadas

A Polícia Militar de Roraima terá mais uma representação na equipe de segurança das Olimpíadas Rio 2016. Esta semana embarcam para o Rio de Janeiro duas equipes do Canil, composta por dois sargentos, dois soldados e dois cães policiais.

 

Em maio deste ano sete oficiais da PM/RR já haviam sido enviados para compor a Força Nacional de Segurança. Sargentos, cabos e soldados que participaram da Instrução de Nivelamento de Conhecimento para Grandes Eventos INC-GE que ocorreu em Roraima no final de fevereiro, deverão participar do evento em diversas frentes de atuação.

A princípio o Canil não havia sido requisitado para reforçar as forças de segurança. Porém diante da necessidade, a Força Nacional, que se funda na cooperação mútua entre os Estados, requisitou às polícias que tivessem cães especializados em explosivos e policiamento, animais e condutores para essa atuação.

A PM/RR enviará os cães policiais Kratus, da raça Rottweiler e Íris, da raça Pastor Belga Malinois. Os dois foram treinados para missões específicas. O Sargento Ângelo Silva é o condutor do cão Kratus e explica que o animal foi selecionado por ser um dos melhores cães de guarda e proteção da corporação. “A expectativa é que seja utilizado para o policiamento interno dos estádios e áreas externas, e também em situações de controle de distúrbios civis”.

A cadela Íris foi recentemente treinada para detecção de explosivos e narcóticos. A raça Pastor Belga Malinois é tida como excelente cão de guarda, farejador de drogas, busca de fugitivos e de vítimas em soterramento, guia de cegos, agility, obediência, entre outras atuações. “Após treinamento especializado hoje ela é apta a detectar os 12 principais explosivos comercializados no país” explicou o sargento Aurélio Figueiredo.

De acordo com Aurélio, essa raça é muito utilizada por sua resistência física a mudanças de temperatura, visto que atua bem sob stress. “Após essa missão o animal deverá voltar certificada pela Força Nacional como cão detector de explosivos. Com esse certificado o canil da PM/RR poderá ampliar a sua atuação em diversas situações”, comentou.

“Durante a passagem da tocha o animal foi utilizado para varredura dos locais do evento e teve resultado positivo, demonstrando estar capacitada para este tipo de situação”. O sargento ainda reforça que com os conhecimentos adquiridos pela equipe, será possível o treinamento de novos cães especializados para atuarem no sistema de segurança do Estado.